Cogepe - Coordenação Geral de Gestão de Pessoas

O que há de mais importante na Fiocruz Adicionar o RSS

Foto: Ângela Maria Ribeiro

Ângela Maria Ribeiro

Ângela Ribeiro é servidora da Fiocruz desde 1981. Trabalhando na Creche Fiocruz desde 1989, quando ela foi inaugurada, Ângela participou da comissão que foi responsável pela implantação da Creche, ainda durante a presidência de Sérgio Arouca.

Há quanto tempo você está na Fiocruz? 
 Estou aqui desde 1981
 
Qual a sua formação?
Tenho graduação em Psicologia, Mestrado em Educação Especial / Inclusiva e atualmente estou fazendo doutorado no Programa em Biociência e Saúde no IOC.
  
Você já trabalhou em outros setores / unidades?
No começo trabalhei no INCQS. Depois eu acompanhei todo o processo de implantação da Creche Fiocruz, como representante da Asfoc na comissão paritária. Depois, com a inauguração da Creche em 1989, passei a fazer parte do quadro da creche como psicóloga. Desde 2004 atuo no Núcleo de Ensino e Pesquisa em Educação e Saúde para a Infância Pequena da Creche Fiocruz.
 
Quais atividades você desenvolve?
No Núcleo somos responsáveis por inúmeras atividades, dentre elas a Coordenação do Curso de Desenvolvimento Profissional em Educação Infantil que acontece na EPSJV, que tem por objetivo capacitar profissionais que trabalham com a primeira etapa da educação básica. Ainda somos responsáveis pela promoção de encontros, eventos, pesquisas, atividades de extensão, voltados para o cotidiano da Educação Infantil, a fim de possibilitar a ampliação do conhecimento na área e conseqüentemente aprimorar a prática junto às crianças com as quais atuamos. Cabe-nos, também, acompanhar estágios, manter o acervo bibliográfico sobre Educação e Saúde e incentivar a participação em simpósios, congressos, entre outros.
 
Quais os maiores desafios neste trabalho?
São muitos. Acredito que o desafio maior compreende a permanência continua e profícua de espaços de discussão e reflexão que favoreçam o desenvolvimento global das crianças a partir de uma relação real e concreta de prática e teoria, favorecendo que as crianças cresçam felizes em espaços de brincadeiras, descobertas, lúdico, criatividade, pesquisa. 
 
Como foi o processo de implantação da Creche?
Foi formada uma comissão responsável por todo o processo. Analisamos projetos, tanto pedagógicos como arquitetônicos, visitamos outras creches, tanto no âmbito privado quanto institucional. A Creche foi implementada na gestão do Professor Sérgio Arouca, que contribuiu fundamentalmente neste processo de implantação.
 
O que a Fiocruz representa para você?
 Eu morro de paixão por esta instituição. Eu já poderia ter me aposentado, mas quero continuar trabalhando aqui, pois acho que ainda tenho muito a contribuir e muito a receber. Tenho orgulho de ser Fiocruz, acredito no que sou como profissional por trabalhar numa instituição séria como esta. Acredito que todos os servidores devem aproveitar esse ambiente que temos aqui dentro para o crescimento tanto pessoal como profissional. Esse intercâmbio intra-institucional que temos é maravilhoso, a oportunidade de estar sempre aprendendo uns com os outros é algo único. Eu me sinto muito feliz de trabalhar na Fiocruz. 

Entrevista publicada em 16.11.2009 - Foto: Comunicação/Direh

Fundação Oswaldo Cruz - Coordenação-Geral de Gestão de Pessoas

Av. Brasil, 4365 - Pavilhão Figueiredo de Vasconcelos/ Sala 215 Manguinhos - Rio de Janeiro - RJ CEP: 21040-360

Tel: (21) 3836-2200/ Fax: (21) 3836-2180

Ver mapa