Cogepe - Coordenação Geral de Gestão de Pessoas

O que há de mais importante na Fiocruz Adicionar o RSS

Foto: Lorenna Rayane

Lorenna Rayane

Lorenna começou a estagiar na Fiocruz Brasília em 2010, iniciando sua trajetória pela Assessoria de Comunicação da Direb e passando recentemente a atuar no Nethis (Núcleo de Bioética).

Qual a sua formação?
Sou recém - graduada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo.
 
Há quanto tempo está na Fiocruz?
Desde o ano passado (2010), mas parece que já tem uma década, devido à boa receptividade que tive.
 
Já estagiou/trabalhou fora da Fundação?
Já estagiei no Banco Regional de Brasília (BRB), onde fazia um trabalho muito diferente de mim, mas gostava. Trabalhar em banco exige muita paciência. Também estagiei na assessoria de comunicação do SINAGÊNCIAS – Sindicato Nacional dos Servidores das Agências Reguladoras.
 
Qual o seu setor dentro da Direb?
O NETHIS (Núcleo de Estudos sobre Bioética e Diplomacia em Saúde).
 
Sempre foi esse?
Não. Comecei na Assessoria de Comunicação e fui convidada para atuar como bolsista e assessora de imprensa para esse núcleo que é novo na Fiocruz Brasília.

Conte-nos um pouco sobre o que faz em seu estágio.
Entre as atividades que desenvolvo estão os comunicados internos, clippings específicos, atualização do site, cobertura de eventos e produção do Notícias a Fio (minha paixão)! O Notícias a Fio é um informativo quinzenal em formato de blog.
 
No ano passado (2010) você ganhou um prêmio de reconhecimento aos estagiários da Direb, certo? Fale um pouco sobre esse prêmio e o que ele te proporcionou.
O “Prêmio Estagiário” é uma iniciativa do Serviço de Recursos Humanos (SRH) da Fiocruz Brasília e acontece anualmente em duas categorias: nível médio e nível superior. Na edição do ano passado resolvi participar por incentivo do meu coordenador, o Wagner Vasconcelos. Cada participante tinha que fazer um trabalho e apresentar, mostrando uma atividade desenvolvida em seu setor e apontar melhorias. Eu resolvi falar sobre o Notícias a Fio (blog que atualizo). Como prêmio, o estagiário vencedor ganharia uma viagem ao Rio de Janeiro para conhecer a Fiocruz. Para mim foi sensacional, afinal quem não gosta de ganhar algo? E conhecer a Fiocruz do Rio de Janeiro só fez aumentar minha admiração pela Fundação Oswaldo Cruz. Quanto ao “Prêmio Estagiário”, o vejo como uma iniciativa ímpar, pois valoriza nosso trabalho.
 
Quais os desafios do seu trabalho?
Trabalhar com comunicação já é um desafio, quem trabalha sabe. É como no meio jornalístico se fala: comunicação de verdade é você matar um (ou mais) leão por dia. Particularmente, gosto de desafios.
 
Quais as suas perspectivas ao estagiar na Fiocruz?
Aprendizado e consequentemente, crescimento. É isso o que venho conseguindo a cada dia.
 
Tem algum fato marcante que viveu já na Direb? Conte-nos.
Cada cobertura de evento tem sua particularidade e vejo–os como fatos marcantes. Já tive a oportunidade de fazer cobertura de eventos pequenos, grandes, nacionais e até internacionais. Estar próximo de pessoas reconhecidas e questioná-las pessoalmente tornam-se momentos muito gratificantes.
 
O que a Fiocruz representa para você?

Representa muito. Tenho um carinho, respeito e admiração pela Fundação, tanto por sua história como pelas pessoas que a compõem. Fazer parte da instituição representa contribuir para a sociedade, tanto na área da saúde, como na área do ensino e do desenvolvimento científico e tecnológico. Sinto-me feliz e orgulhosa por fazer parte do time Fiocruz! Entrevista publicada em 01.03.2011 - Foto:

Fundação Oswaldo Cruz - Coordenação-Geral de Gestão de Pessoas

Av. Brasil, 4365 - Pavilhão Figueiredo de Vasconcelos/ Sala 215 Manguinhos - Rio de Janeiro - RJ CEP: 21040-360

Tel: (21) 3836-2200/ Fax: (21) 3836-2180

Ver mapa