Cogepe - Coordenação Geral de Gestão de Pessoas

O que há de mais importante na Fiocruz Adicionar o RSS

Foto: Rodrigo Mexas

Rodrigo Mexas

Rodrigo Mexas é fotógrafo, está na Fiocruz há 14 anos trabalhando com fotografia científica. Atualmente faz parte do Serviço de Produção e Tratamento de Imagens do IOC, que produz imagens de apoio a teses e artigos científicos desenvolvidos no instituto.

Há quanto tempo está na Fiocruz?
Iniciei o meu trabalho na Fiocruz em 1995 no antigo Departamento de Virologia, onde desenvolvia trabalhos de revelação e ampliação fotográfica, e também reproduções de imagens científicas com finalidade de publicações em periódicos científicos e apoio fotográfico ao pesquisador. 

Qual a sua formação?
Sou formado pelo Senac ( Nível Técnico), atualmente estudo Fotografia na Graduação do Instituto Politécnico (Estácio de Sá).

Já atuou em outros departamentos ou unidades? 
Sim, no CICT (atual Icict).

Quais são as principais atividades desenvolvidas por você no IOC? 
Atualmente sou responsável pela captura de imagens através das técnicas de microscopia óptica, e também no apoio de produção e tratamento de imagens de teses e artigos científicos desenvolvidos no IOC.

Qual é o principal desafio em seu trabalho? 
Desenvolver imagens com qualidade para serem aceitas em publicações científicas.   

Quais experiências mais significativas na Fiocruz você destacaria?
A participação diária no processo de elaboração de imagens

Fale um pouco sobre os prêmios de fotografia científica que você ganhou.
A minha primeira participação em concursos internacionais de fotografia científica foi em 2005 no Nikon´s Small World Photomicrography Competition, um concurso que existe há mais de 30 anos que busca divulgar e incentivar o trabalho dos fotógrafos científicos. Fui premiado na categoria Images of distinction, onde concorri com dois mil
participantes de todo o mundo. Em 2006 fui premiado novamente na mesma categoria e finalmente em 2007 consegui uma classificação entre as Top 20 melhores fotos científicas de toda a competição.

Já fez algum curso de capacitação pela Instituição? 
Infelizmente nunca pude fazer um curso pois sou funcionário terceirizado.

Quais são suas metas na Fundação? 
Pretendo prestar concurso público para me tornar servidor efetivo.
 
O que representa a Fiocruz para você?
Representa a minha vida, é muito gratificante exercer um ofício no qual eu me realizo e também posso prestar a minha colaboração como fotógrafo científico na construção da ciência brasileira. 
Entrevista publicada em 02.06.2009 - Foto: Arquivo Pessoal

Fundação Oswaldo Cruz - Coordenação-Geral de Gestão de Pessoas

Av. Brasil, 4365 - Pavilhão Figueiredo de Vasconcelos/ Sala 215 Manguinhos - Rio de Janeiro - RJ CEP: 21040-360

Tel: (21) 3836-2200/ Fax: (21) 3836-2180

Ver mapa